Sorriso, sabe que não é igual em todo o lado?

Sorrir não é igual em todo o lado e nem sempre tem que ver com a felicidade de cada um.EP-140529913.jpg&MaxW=960&imageVersion=default

Na verdade o sorriso é um gesto cultural que varia dependendo do meio em que se cresce, por exemplo a Suiça é considerada um dos países mais felizes do Mundo mas um sorriso suiço é coisa rara (diz quem visita o país em sites como o TripAdvisor).

Em culturas mais sorridentes é um gesto de respeito para com os outros, de diplomacia; nestes países (como o nosso e os Estados Unidos da América), não sorrir é motivo para outros perguntarem porque estamos mal.

Nos dois extremos da balança temos os Estados Unidos da América e o Japão, sendo o último dos menos sorridentes de todo o globo. Nos EUA sorrir é sinal de abertura e simpatia, já no Japão esconder as emoções é visto como uma forma de melhorar o relacionamento com os outros, reservando o sorriso apenas para quando é totalmente sincero.

Sabia que:

  • Durante a Guerra Fria, EUA e a União Soviética tiveram bastantes dificuldades em comunicar devido aos Russos acharem que os Americanos eram demasiado sorridentes
  • Tradicionalmente as noivas indianas não sorriem no dia do casamento
  • Nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008 as autoridades chinesas pediram aos funcionários do evento para morderem pauzinhos de modo a treinar os músculos envolvidos no sorriso
  • Os guardas fronteiriços russos têm ordens governamentais para sorrir mais de modo a serem menos intimidantes

 

Aqui no vídeo vemos uma reportagem sobre uma companhia ferroviária japonesa que treinou os seus funcionários para sorrir.

Segue-me

Vítor Brás

Médico Dentista at Clínica Morgado da Póvoa
Vítor Brás é Médico Dentista Generalista, responsável pela área de Cirurgia Oral e Implantologia da Clínica Morgado da Póvoa. Quando não está a fazer o que mais gosta (tratar sorrisos) adora tocar guitarra, ler e fazer desporto.
Vítor Brás
Segue-me

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.